Os gêneros, as cores e a moda | Genders, colors and fashion

É normal que, durante a gravidez, os pais tenham interesse em saber o sexo do bebê. É comum que, depois de saberem, procurem decorar o quarto da criança de acordo com o gênero. É usual que as meninas ganhem um quarto voltado para tons de rosa e os garotos um quarto com tons azuis. Mas é isso uma regra ?

Não mesmo.

As cores rosa e azul mudaram de gênero com o tempo! Até a década de 40, era azul claro a cor aconselhada para meninas e rosa para meninos. Essa informação vem do livro Pink and Blue: Telling the Girls from The Boys in America (Rosa e azul: diferenciando meninas de meninos nos EUA). A autora Jo Paoletti conta que pouco antes do meio do século XX, uma jogada de marketing fez com que muitas fabricantes de roupas decidissem inverter o movimento, criando o conceito do rosa para meninas e azul para meninos que perdura até hoje.

(Gainsborough, The Pink Boy,  1782)

(Pintura de Mary Cassatt, 1844-1926)

Recentemente, a gigante Amazon lançou a notícia de que havia retirado o gênero de seus produtos infantis. Meninas podem brincar de carrinhos. Meninos podem brincar de boneca. Gostos não precisam necessariamente estar vinculados aos gêneros.

 

O mesmo pode valer para a moda. Foi Coco Chanel a primeira estilista célebre a procurar no guarda-roupas masculino, roupas para mulheres.

O próprio estilo Tomboy, já apresentado no blog, é uma evolução da apropriação feminina do guarda-roupas masculino.

O contrário também existe. E tem ensaiado mudanças para o cenário das passarelas.

Até o fim do século XIX, crianças de ambos os sexos se vestiam com vestidos. A roupa era escolhida mais pela praticidade para os movimentos dos pequenos que pelo gênero.

E ainda vale dizer que em boa parte da história da moda o homem se adornou mais do que as mulheres. Foi somente com Belo Brummell (1778 – 1840) que os enfeites masculinos diminuíram significativamente. Após a revolução industrial, o homem passou a usar sua produção como adereço, não mais enfeites nas roupas e no corpo.

Louis_XIV_of_France-340x549

 

A By My Hands gosta dessa possibilidade de se inspirar no diferente. Gosta quando as regras são ditadas pelo seu conforto. Continuaremos com as seções de meninos e meninas para facilitar as buscas, mas insistimos, fique à vontade para conhecer, escolher e até sugerir o que te atrair mais!

 

photo4 (1)

 

 

English version:

It is normal during pregnancy, parents are interested in knowing the baby’s gender. It is common that once they know, they try to decorate the child’s room according to gender. It is usual that girls gain a pink room and the boys a room with blue tones. But is this a rule?

Not at all.

Pink and blue colors have changed gender over time! Until the 40s, it was suggested light blue color for girls and pink for boys. This information comes from the book Pink and Blue: Telling the Girls from The Boys in America. The author Jo Paoletti says that just before the mid-twentieth century, a publicity stunt made many clothing brands decided to reverse the movement, creating the concept of pink for girls and blue for boys that continues today.

Recently, the giant Amazon has released the news that had removed the gender of their kids toys. Girls can play carts. Boys can play with dolls. Taste has no need to be tied to genres.

The same idea we can see into fashion. Coco Chanel was the first famous designer to look in the male wardrobe to make clothes for women.

The Tomboy style, as already shown in this blog, is an evolution of women’s appropriation of the male wardrobe.

The opposite also exists. And it has tried some changes into the catwalks.

By the end of the nineteenth century, children of both sexes dressed in gowns. The outfit was chosen for convenience and freedom of the movements than to the genre of the kid.

And it worth saying that in much of fashion history man has adorned more than woman. It was only with Beau Brummell (1778 – 1840) that male ornaments decreased significantly. After the industrial revolution, men began to use its output as a plus, not anymore embellishments on the clothes and body.

By My Hands likes this opportunity to be inspired by the differences. We like when the rules are dictated by your comfort. We will continue with the sections of boys and girls to facilitate searches, but we insist, feel free to know, choose and even to suggest what attract you more!

photo4 (1)

Pesquisa| Research:

Let the boys wear pink

Pink and Blue book

Beau Brummell

Mary Cassatt

Coco Chanel

Por que rosa é cor de menina e azul de menino?

Amazon neutral gender toys 

Anúncios

Uma resposta para “Os gêneros, as cores e a moda | Genders, colors and fashion

  1. Pingback: Os gêneros, as cores e a moda | escrevo.me·

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s